Como Aplicar Marketing Digital no E-commerce

117

Atualmente, cerca de 72% das pessoas encontram-se constantemente conectadas. E por isso, quem pretende abrir uma loja online, precisa de saber que para ter sucesso, vai precisar de uma boa estratégia de marketing digital no e-commerce.

 

Se 67% do processo de decisão de compra é feito na Internet, como é que ainda não aplicou o Marketing Digital ao seu negócio?

 

Quem souber implementar estratégias de marketing digital direcionadas para o e-commerce aumenta, e muito, a sua probabilidade de alcançar os primeiros lugares perante os seus concorrentes. Marketing digital no e-commerce: cliente é o foco

 

O principal foco no e-commerce deve sempre ser o cliente. Oferecer-lhe uma boa experiência de compra, criar um relacionamento com o mesmo, entender as suas expectativas e necessidades e adaptar os produtos e mensagem de acordo com a sua persona, isto é, o perfil do seu cliente ideal.

 

Por exemplo, num site de casamentos, a persona são noivas, enquanto que num site que vende sapatos femininos, a persona são todas as mulheres adultas que costumam comprar calçado na internet. Além destes aspetos gerais, é preciso aprimorar a sua persona com outros dados, como: faixa etária, perfil socioeconómico, entre outros que considere relevantes.

 

7 estratégias de como implementar uma estratégia de marketing digital para e-commerce 

 

1 – Inbound Marketing 

Para se destacar no e-commerce, é imprescindível saber trabalhar o Inbound Marketing, também conhecido como marketing de atração. Para isso, entregar conteúdo relevante aos seus atuais e potenciais clientes é a principal estratégia a implementar.

É uma forma de fazer os clientes entenderem o porquê de precisarem do seu produto/serviço e, consequentemente, o comprem.

Mas para isso, é necessário seguir quatro etapas que, por sua vez, consistem em: atrair visitantes, convertê-los em leads, criar um relacionamento com essas leads e, por fim, vender.

 

2 – SEO 

Esta estratégia consiste num conjunto de técnicas que tem o único objetivo de melhorar o seu posicionamento nos motores de busca.

SEO é uma das estratégias do marketing digital mais importantes para e-commerce, porque quando a visibilidade do seu site ou blog aumenta e melhora o posicionamento nos motores de pesquisa,  significa que está a ter mais visitas no seu website.

Contudo, nesta área os seus resultados são a médio e longo prazo. O prazo estimado para surtir efeito é de 3 meses, em média. No entanto, esta estratégia é uma mais valia, pois receberá muito mais vistas no seu e-commerce sem que seja necessário pagar pelas mesmas, para além de que correspondem a um tráfego muito mais qualitativo e, por isso, propenso a comprar.

 

3 – Marketing de Conteúdo 

O marketing de conteúdo é outra estratégia importante de marketing digital para e-commerce. A implementação desta estratégia atribui autoridade à marca no mercado em que esta se insere.

Para além disso, é um fator diferenciador em comparação com a sua concorrência, pois entrega informação de qualidade ao público-alvo.

Com isso, o processo é quase uma ação em cascata. Ao ganhar autoridade,  o posicionamento no Google melhora, pois o motor de busca é inteligente e reconhece quando as palavras-chaves estão a ser utilizadas de forma adequada no texto.

Os seus potenciais clientes chegarão a si de forma gratuita e espontânea, pois vai estar a entregar conteúdo com base nas suas necessidades e desejos, e consequentemente, há uma maior probabilidade conseguir gerar vendas.

Por isso, não escreva conteúdo sobre a sua própria empresa, mas sim sobre informações que poderão ajudar o seu público, ou seja, entregue valor.

 

4 – Redes Sociais 

Esta é uma das ações mais importantes de marketing digital para e-commerce. Contudo, e tendo em conta que o alcance orgânico nas redes sociais está a diminuir, é imperativo estar aí presente.

Vamos aos dados: o Facebook está em primeiro lugar na preferência dos utilizadores, com cerca de 6.200.000 de usuários ativos por mês; já o Instagram é utilizado por cerca de 1 milhão de usuários. Isto referindo apenas dados provenientes de Portugal.

É ainda possível investir em campanhas pagas, sendo um mecanismo de crescimento para o seu e-commerce.

A dica é começar devagar, sem expectativa de receitas, e depois investir mais um pouco quando ganhar relevância. O ideal é que o valor, em média, das vendas realizadas, seja maior ao valor da média do investimento realizado em campanhas.

 

5 – Use o Google Adwords 

Esta é uma ferramenta fundamental de marketing digital no e-commerce, porque permite aumentar a sua exposição dentro dos resultados de pesquisa do Google.

A grande vantagem desta ferramenta é o facto de permitir que apresente os seus anúncios a quem realmente pesquisa e tem um potencial interesse de compra pelos seus produtos/serviços.

Através do Google AdWords é possível ainda criar anúncios de shopping, no qual apresentamos diretamente produtos e respetivos preços do seu catálogo de produtos.

 

6 – Remarketing 

Esta estratégia consiste na tentativa de conquistar aquele cliente que visitou o seu site, mas por algum motivo não concretizou a compra.

Para entender melhor esta estratégia, lembre-se de quando visitou alguma loja online e não comprou aquele produto que tanto gostou. Durante dias, não lhe apareceu esse mesmo produto em todo o lado? Sites que visitava, vídeos que via ou até mesmo no seu feed do Facebook e Instagram? Isso é o remarketing.

Esta ferramenta ajuda o cliente a lembrar-se do produto, com o objetivo de continuar a ponderar sobre a compra do mesmo. Esta estratégia pode ser implementada através do Google AdWords em sites parceiros do Google ou Facebook/Instagram.

 

7 – E-mail Marketing 

Todos os dias são enviados milhares de e-mails no Mundo. E, tendo em conta a elevada percentagem de indivíduos que utilizam e-mail, é fácil compreender o porquê das elevadas probabilidades de sucesso que esta ferramenta demonstra ter em campanhas de e-mail marketing.

É de salientar que a base de dados de e-mails deve ser construída, e nunca paga – sobretudo com a questão do RGPD. Desta forma, além de garantir a legalidade, garante a qualidade e a viabilidade da mesma, aumentando também a probabilidade da venda. Aliás, de que lhe adiantaria comunicar para quem nunca contactou com a sua marca via email? Provavelmente ia rapidamente parar à pasta dos eliminados.

Deve trabalhar o seu e-mail marketing, de modo a que este seja atrativo e interessante, com boas imagens e um bom texto.

Defina também uma periodicidade. É importante saber quais os horários em que seu público-alvo faz as suas pesquisas.

Contudo, nada disto será válido se não avaliar os resultados das suas campanhas e analisar dados como: quantidade de pessoas que abriram os seus e-mails,  a quantidade de cliques nos links dentro do e-mail, entre outras métricas.

 

Em suma, com estas 7 dicas há uma grande chance de ter muito sucesso com seu plano de marketing digital para e-commerce. Agora mãos à obra!

 

Comentários estão fechados.