Existe CTR Ideal Para os Anúncios do AdWords?

526

O CTR é, muitas vezes, negligenciado em campanhas de marketing digital. Contudo, isto não deveria acontecer, pois esta métrica pode determinar o sucesso de uma ação de marketing. A verdade é que, para obter um CTR ideal em cada plataforma, há que ter em conta vários fatores.

Mas o que é CTR?

A resposta mais simples e direta consiste na própria tradução da sigla: Click Through Rate, isto é, Taxa de Cliques. É calculado através da divisão do número de cliques pelo número de vezes que o anúncio foi exibido.

 

Esta métrica permite aos gestores das campanhas terem uma noção do desempenho dos seus anúncios. Se o teu CTR é elevado, provavelmente o teu anúncio está muito bem posicionado e o conteúdo do mesmo é relevante para o público que está a comunicar, visto que as pessoas que estão a visualizar estão a carregar nele muitas vezes.

Esta taxa de cliques é de grande importância nas campanhas de marketing digital porque influencia outra métrica: a Quality Score ou Índice de Qualidade (IQ), que por sua vez classifica os anúncios de 0 a 10.

Ou seja, quanto mais elevado for o CTR, melhor será a Quality Score e, consequentemente, o CPC (Custo Por Clique) pode diminuir, significando que a campanha poderá gerar mais conversões a um custo mais baixo.

É possível concluir assim que um CTR alto é o primeiro passo para determinar o sucesso de uma campanha.

 

Como calcular o CTR?

O CTR é calculado a partir do número de cliques, dividido pelo número das impressões dos anúncios: os cliques correspondem às pessoas que clicaram no teu anúncio e as impressões às pessoas que viram aquele anúncio.

Se muitas pessoas viram o teu anúncio, mas não clicaram nele, o Google considera que aquele anúncio não é relevante. Vamos dar um exemplo num cálculo simples:

5 (cliques  no anúncio) / 100 (pessoas que viram o anúncio) = 0,05, ou seja, o teu CTR é de 5%. Será que 5% é uma taxa boa?

 

O CTR ideal para os Anúncios 

Apesar de não existir o valor certo, é possível afirmar que um bom CTR na Rede de Pesquisa se situa entre os 10% e os 15%. Caso os teus anúncios ainda não tenham alcançado estes valores, é possível que estes precisem de ser otimizados. Seja a nível de keywords, copy do anúncio, landing page/site, ou mesmo o público para o qual estás a comunicar.  

Por outro lado, na Rede Display do AdWords, um CTR satisfatório encontra-se entre o 0,5% e 1%.

É de salientar que, na Rede de Pesquisa, o usuário está à procura através de palavras-chave (palavras ou expressões específicas), o que significa que tem interesse naquele assunto ou em tópicos relacionados.

Um segredo para alcançar um bom CTR é selecionar bem as palavras-chaves e produzir bons anúncios de texto.

Por outro lado, na Rede Display, é provável que o público tenha interesse, mas que naquele momento não esteja preparado para clicar, ou porque não está diretamente à procura do meu produto/serviço, ou porque está mais interessado no conteúdo da página que está a ver do que no meu anúncio. É por isto que anúncios de Display devem ter como objetivo, acima de qualquer outro, brand awareness.

 

Dicas para um bom anúncio AdWords

 

Landing page alinhada com o teu objetivo

A página de aterragem tem de ser desenhada a pensar no que pretendes que o teu público faça. Queres que eles preencham um formulário? Coloca-o logo no início da página. Queres que eles te liguem? Coloca um botão de ligação direta a seguir ao primeiro copy com o respetivo call to action.

No fundo, a tua landing page tem que estar alinhada com o teu objetivo de conversão.

O texto da landing page deve ser, então, apelativo, persuasivo, claro e conciso – e ainda ir ao encontro das palavras-chave utilizadas no anúncio para que o reach deste aumente.

 

Palavras-chave certas

É  necessário  haver uma relação entre os anúncio de texto, as keywords utilizadas e o texto da landing page. Só assim garantimos um anúncio com um bom índice de qualidade e a possibilidade de alcançar um melhor CTR.

 

O CTA

Um bom CTA é essencial para potenciar um bom CTR. Pois, é a qualidade do CTA que conduz o utilizador web a fazer aquilo que pretendes dentro da landing page. Aliás, o CTA pode mesmo decidir se aquele utilizador web se torna ou não uma lead.

Mais uma vez, o CTA, assim como tudo o resto, tem de estar alinhado com o objetivo da tua campanha. Nunca te podes esquecer do teu objetivo. “Ligue-nos Agora”, “Orçamento Grátis”, “Só até Amanhã”, “Só Hoje Grátis”. Estes são alguns CTAs que podem anular a inércia das potenciais leads.

Quando o anúncio está relacionado com ações rápidas que o potencial cliente deve fazer, o ideal será adicionar ainda extensões de anúncio aos teus anúncios de texto. As extensões de anúncio devem assumir-se como CTAs: visitar uma determinada página em específico (sitelinks), fazer ligação telefónica direta, destacar o preço do teu produto/serviço entre outros.

Usa as extensões para atingir o teu objetivo. Contudo, lembra-te que o planeamento destas é fundamental. Mesmo que escolhas todas as opções de extensões de anúncio, o Google vai exibir apenas as que podem melhorar o desempenho do anúncio.

Nota: Nunca recorras à expressão “Clique aqui” nos teus anúncios. Caso contrário, o teu anúncio será reprovado. Pois, está a violar as regras de Política de Publicidade do AdWords.

Se quiseres saber mais sobre como melhorar a estratégia dos teus anúncios de Google AdWords, fala connosco!

Comentários estão fechados.