Influencers Digitais

32

Não é novidade que os influencers são o core da era digital. Com o desenvolvimento das tecnologias, o mercado de trabalho alterou-se e surgiram os it boys e as it girls. Estes são utilizadores que produzem conteúdo para as redes sociais como profissão ou hobby, dependendo dos casos.

 

Hoje em dia, existem influencers que exploram os mais variados temas do quotidiano, e não apenas a área da moda e beleza. Viagens, alimentação saudável e lifestyle são alguns dos tópicos aos quais estes influenciadores se dedicam.

 

Um exemplo muito comum é vermos uma fotografia na qual o protagonista aparece com roupa desportiva e segura na mão um barra energética. Ou, por outro lado, encontrarmos uma fotografia de uma mulher que está a hidratar a sua pele depois do banho e, por isso, o creme utilizado aparece em destaque na fotografia, de modo a chamar a atenção dos utilizadores.

 

Falamos, então, de pessoas que se dedicam à produção de conteúdo para um nicho de mercado segmentado e que partilham esse mesmo conteúdo nas redes sociais. Os seus seguidores passam a ter interesse nos conteúdos produzidos por estes influencers e têm em conta a sua opinião.

 

Facilmente compreendemos o porquê de as marcas se interessarem pelos influencers digitais. Ao entregarem conteúdo com valor para os seus seguidores, eles tornam-se referências para os milhares de utilizadores da internet. Ora, nada melhor para uma marca do que ter um embaixador que tem já um nível de engagement bastante elevado com o seu público-alvo e que pode, portanto, ser um canal de comunicação bastante eficaz.

 

No fundo, as marcas servem-se da imagem dos influenciadores e do nível de engagement que estes já conquistaram com os seus seguidores para veicular as suas mensagens de uma forma bastante simples e com menos esforço.

 

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest, 49% dos consumidores confia em influenciadores digitais para tomar a decisão de compra. Apenas amigos e parentes exercem mais influência sobre um comprador do que os próprios influencers digitais.

 

Mas como funciona esta parceria? Numa fase inicial, é habitual os influencers  trabalharem em troca de produtos ou serviços gratuitos. No fundo, envias o teu produto para um influencer, ele faz um post relativo a esse mesmo produto e está feito!

 

Contudo, após algum tempo, eles costumam passar a cobrar pelos seus serviços, à medida que se tornam mais influentes no seu meio de atuação. O preço a pagar pode variar imenso e depende de inúmeros fatores, de entre os quais:

  • Número de seguidores;
  • Taxa de engagement;
  • Redes sociais utilizadas;
  • Custos com equipamentos e recursos tecnológicos;
  • Tipo de conteúdo produzido para as marcas.

 

Mas não te enganes… Não é tão simples como parece! Selecionar os influencers certos para a tua marca é, tal como tudo o que está relacionado com o universo do marketing, uma estratégia! Como tal, deves planear cuidadosamente cada etapa da tua estratégia. Deixamos-te aqui as etapas essenciais para a implementação desta estratégia.

 

Como potenciar um negócio através dos influencers digitais?

 

  • Deves perceber se os influencers são indispensáveis à tua marca

 

Apesar de os influencers poderem ser uma enorme mais-valia para algumas marcas, esta estratégia não resulta para todos os negócios.

Deves ter em conta o facto de os influencers comunicarem, regra geral, para um público relativamente jovem e que espera receber constantemente conteúdo interessante e apelativo.

Portanto, foca-te na tua persona e pensa se vale a pena investir nesta estratégia. Por exemplo, para uma marca de gelados ou de vestuário poderá ser eficaz fazer parcerias com influenciadores. Contudo, se vendes materiais de construção, por exemplo, talvez esta não seja a melhor solução para ti.

 

  • Seleciona os influencers certos

 

É muito importante teres em mente que os influencers devem comunicar para o teu público-alvo. Portanto, escolhe os influenciadores que estão nas mesmas redes sociais que os teus clientes e potenciais clientes.

Mas vamos aos dados: a MarketingProfs realizou uma pesquisa com 414 influenciadores, 94% dos quais afirmaram dar preferência ao Youtube e ao Instagram em 2019. Portanto, deves manter-te a par das tendências para perceberes aquilo que as audiências procuram e quais as plataformas do momento.

Lembra-te ainda que o estilo de comunicação deve também adequado à faixa etária, sexo, classe social, entre outros aspetos. Por exemplo, se tens uma empresa que vende produtos de beleza para raparigas com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos, deves apostar em influencers jovens que comuniquem para este tipo de público. Falamos de uma comunicação jovial e descontraída, talvez até com um tom funny. Contudo, se o teu produto se insere na categoria premium, deves ter alguns cuidados. À partida, os teus clientes estarão inseridos numa faixa etária mais alta, além de que apreciam uma comunicação mais sofisticada. Portanto, seleciona influencers que comuniquem para um público mais velho e de uma classe social mais elevada.

Não te esqueças também que o número não é tudo… Ter apenas em conta o número de seguidores pode ser um erro. Opta pela autenticidade.

 

  • Define a melhor estratégia

 

Não basta selecionar os influenciadores certos para a tua marca. Deves sempre manter uma comunicação integrada. Significa isto que é muito importante definir uma estratégia para estas parcerias. Define um objetivo, para depois passares à execução.

Deves ainda enviar informar-te sobre o pagamento que terás de realizar. Como já dissemos, poderás apenas ter que enviar os teus produtos de forma gratuita para os influencers selecionados ou, por outro lado, poderás ter que pagar pelos serviços prestados.

Depois, cria um bom briefing e envia-o aos influenciadores que vão comunicar a tua marca. É muito importante que este documento funcione como um manual, com todas as informações relevantes sobre o influenciador deve saber sobre a tua marca/produto.

Deixa bem clara a mensagem que queres transmitir e oferece o máximo de detalhes possível. Afinal, não queremos passar uma mensagem plástica e forçada, mas sim natural e que vá ao encontro da identidade da marca.

Não te esqueças de deixar bem explícito qual o tipo de conteúdo que pretendes. Um post de Facebook e/ou Instagram? Apenas um Insta Story? Um vídeo para o Youtube? Tudo depende dos teus objetivos e do público-alvo. Depois, é só decidir o estilo de comunicação. Mas lembra-te que deves dar alguma liberdade ao influencer para que este possa ser criativo.

Deves ainda dizer ao influenciador para onde direcionar a sua audiência. Um bom call-to-action é fundamental. Por isso, pensa se queres que os utilizadores abram o teu website, uma landing page, etc.

Podes ainda apostar na oferta de códigos de desconto. Em geral, as reduções de preço são meios eficazes para anular a inércia do consumidor e levá-lo a agir.

E, claro, não te esqueças da utilização das hashtags!

 

  • Utiliza métricas para avaliar o retorno de investimento

 

Numa fase inicial, deves ter objetivos bem claros e mensuráveis. Lembra-te de ser realista e não sonhes demasiado alto. Assim, após a fase de definição de objetivos, deves pensar nas tuas métricas. O que queres avaliar?

As métricas mais utilizadas no que diz respeito às parcerias com influenciadores são, geralmente, a taxa de engagement com o post, o tráfego gerado para a página de destino, o número de pessoas alcançadas, o CPM (custo por mil impressões), as conversões, entre outros aspetos.

No final, deves analisar os resultados e dar feedback aos influencers. Isto criará maior nível de engagement e fará com que seja mais fácil atingirem os objetivos conjuntos.

 

Não há dúvidas de que a parceria com influencers pode ser uma estratégia extremamente poderosa. Mas, para que seja eficaz, deves ter em conta a criação de uma relação win-win com os influencers que trabalham contigo. Isto é, deves encará-los não apenas como pessoas que prestam serviços à tua empresa, mas como um parceiros. Deves fazê-los sentirem-se parte integrante da tua empresa, ao convidá-los para eventos, por exemplo. Portanto, foca-te na criação de relações próximas e duradouras que se traduzam em benefícios para a tua marca.

 

Se precisares de ajuda com esta estratégia, fala connosco! Estamos constantemente a par das tendências. Por isso, estudamos a tua audiência e aconselhamos-te quanto aos influencers certos para a tua marca.

Comentários estão fechados.