Principais Erros de E-mail Marketing

75

Grande parte das empresas utilizam o e-mail marketing para divulgar produtos e serviços, sempre com um objetivo associado ao envio desses mesmos e-mails, seja para aumentar as vendas, conquistar novos clientes, ou até mesmo divulgar novas marcas.

Quando pensamos numa newsletter, não vemos nenhuma complexidade agregada, mas a verdade é que se avaliares o desempenho de cada uma, verás que não é assim tão simples.

Todos os dias são enviadas newsletters com vários erros. Nós vamos identificar alguns para que deixes de os cometer:

1- Assunto do e-mail demasiado longo e que não desperta interesse para o leitor

Depois de escrita a newsletter, o assunto torna-se a imagem de todo o sucesso, ou não, da taxa de abertura. Não te podes esquecer que, se no assunto não estiver uma mensagem que desperte a curiosidade para ler mais, as pessoas podem simplesmente ignorar o e-mail e, assim, acabar logo com as tuas hipóteses de converter através da newsletter. O assunto deve ter uma mensagem curta que suscite a curiosidade das pessoas. Procura fazer testes, com a mesma newsletter, mas com assuntos diferentes, para perceber qual tem a maior taxa de abertura. Depois, é só analisar os dados e seguir o melhor caminho!

2 – Ignorar o preheader das campanhas

Com a quantidade de informação que as pessoas hoje em dia recebem, o êxito da taxa de abertura depende de dois factores: o assunto e o preheader. É nesta primeira fase que qualquer pessoa decide ou não abrir o e-mail. Este momento é de extrema importância para o sucesso das tuas campanhas. O preheader é maioritariamente utilizado ao lado ou próximo do título da newsletter e este deve ter uma associação ao assunto, pois são estes dois momentos que aparecem na caixa dos teus clientes.

3 – Não preencher o remetente

Não te esqueças que as pessoas comunicam essencialmente com pessoas. Ao não dar um nome para que os teus clientes possam comunicar, diminuis e muito as hipóteses de sucesso das tuas campanhas. Podes comunicar com o nome da empresa, ou acrescentar ao da empresa o nome da pessoa que enviou o e-mail.

4 – Não oferecer nenhum valor no e-mail para os teus clientes

Oferece valor para os teus clientes. Dá soluções para os seus problemas, procura resolver as necessidades dos mesmos. Lembra-te que enviar e-mails sem qualquer valor para uma base de dados díspar é visto como SPAM. Cria uma relação a longo prazo com os teus clientes.

5 – Não te esqueças que estamos na era do mobile

Cada vez mais as pessoas utilizam os smartphones e tablets para estarem ligadas à internet e consultarem a caixa de e-mails. Não preparar as tuas newsletters adaptadas ao mobile é um erro bastante grave. Com o aumento do uso de telemóveis para visualizarem os e-mails, existe a necessidade de pensar nas campanhas de outra forma. Já não chega adaptá-las, temos mesmo de as pensar para uma experiência mobile.

Pretendes desenvolver uma estratégia de marketing digital sustentada em resultados?

 

Comentários estão fechados.